Arquivo

Archive for janeiro \22\UTC 2008

É, foi quase. (relato) – Como restaurar o grub à força

22 de janeiro de 2008 6 comentários

Resolvi aprender a usar o Xen. Adoro virtualização e sou fãzaço do VMware, em especial o ESX Server. Tenho a pretensão de ganhar (muito) dinheiro com isso, já que sonhar ainda é de graça. E como eu sei que o ESX é caro pra danar, resolvi justamente aprender a mexer com o Xen, que é gratuito livre e (dizem que) é melhor. Depois de chegar na wiki do Xen-BR e detestar, visto que 95% dos artigos foram feitos em cima do Debian, preferi ler a documentação oficial. (Ainda falam que usuários Linux são livres, que a comunidade se ajuda, quá quá quá, mas não achei nada importante referente à outras distribuições na droga da Wiki). Li algumas coisas e…

Então lembrei… Ah é, eu sou um cara precavido e instalei o Xen junto ao Fedora 8 quando este foi lançado. Será que tem os requisitos que ele pede na documentação? Tenho que bootar o kernel Xen pra saber. Reboot. Kernel Xen desatualizado, mandei atualizar. Atualizou. E, enquanto conferia o /boot/grub/menu.lst pra ter certeza da atualização correta, sofri uma queda de energia, e meu computador restartou. Claro, sou pobre e não tenho nobreak, e após o reboot, fui recebido com uma linda tela escrito…

“GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB
GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB…”

Reação natural: Peguei o primeiro LiveCD que encontrei – o do BackTrack – e o kernel desatualizado (2.6.15) não detectou minha controladora SATA. Ok. Pega o Ubuntu, mais novo, e não deu, nada feito: Fedora 8 64 bits, Ubuntu 32 bits, o chroot do Ubuntu não deu no Fedora, não funcionou. DVD de instalação do Fedora 8, opção “Rescue Installed System” ou coisa assim. Montei, chroot, grub-install /dev/sda: Not found or not a block device. O promptzinho do Grub também não deu certo. Caralho, que merda, foi a primeira vez que tive essa desagradável surpresa. Restaurações de Grub sempre haviam sido tranqüilas comigo, mas nada funcionou, e eu seriamente pensei em instalar o FreeBSD no Core 2 Duo.

Então, após uma (horrível) discussão familiar, peguei o computador da mãe e recorri aos amigos (ViniciusPXMB, Vinicius e Memphys) que estavam (como sempre) de plantão no canal #Lin_Vs_Win, e fui informado pelas peças que o grub não instala mais como “antigamente”, e montar “só” a /proc não resolve mais. Assim, aprendam crianças (as que ainda não sabem, acho que fui o último linuser a descobrir isso), e façam assim:

# mount /dev /mnt/(sistema)/dev –bind
# mount /sys /mnt/(sistema)/sys –bind
# mount /proc /proc –bind (isso eu já tinha feito, não sou tão burro assim.)
# chroot /mnt/(sistema)
# grep –v rootfs /proc/mounts > /etc/mtab

e por fim…

# grub-install /dev/sda (ou seu dispositivo).

Aí vai funcionar. Honestamente? Senti saudades do Lilo pela primeira vez… Paciência!

Stay safe,

Lucas Timm.

Anúncios
Categorias:Linux

Caiu meu piercing…

14 de janeiro de 2008 6 comentários

Vagina! Que desgraça! Caiu meu piercing há cerca de 45 minutos. Tomei banho, dei aquela ensaboada com Protex, lavei o cabelo, terminei o banho e estou me secando… Ao secar a cabeça escuto um “tec” no chão. Pensei: “A toalha bateu no chão? Que barulho estranho…”, olho pra baixo e vejo o piercing caído. Por um instante até pensei que havia rasgado a cartilagem da orelha, mas não senti absolutamente nada, peguei os destroços e vi que faltava uma ponta.

Respirei aliviado, e pensei em comprar outro piercing amanhã, mas a Mama me mandou procurar. Demorei uns 5 minutos pra achar o spike, que tinha soltado do espetinho. É realmente minúsculo. Juntei os pedaços, coloquei na chaleira com água e pus no fogão pra ferver, esterilizando antes de pendurar na orelha de novo. Enquanto isso aproveitei pra tirar os resíduos de Diprogenta do orifício superior.

Terminando de ferver, coloquei-o num copo e levei ao quarto. Peguei um espelho, posicionei bem perto da orelha, passei álcool gel no piercing (pra garantir né…), enfiei de volta na orelha e fechei. Resolvido.

Porra, mas tão rápido? Já tinha lido relatos de pessoas que haviam tirado o Megabell e diziam que doía horrores para colocar de novo, que era difícil e etc… Foi tão tranqüilo? Ainda valeu a pena, pude limpar bem o furo de cima, que era complicado na presença do transversal…

Boa semana pra vocês, e que seus piercings não caiam!

Lucas Timm.

Categorias:Diversos