Início > Linux > É, foi quase. (relato) – Como restaurar o grub à força

É, foi quase. (relato) – Como restaurar o grub à força

Resolvi aprender a usar o Xen. Adoro virtualização e sou fãzaço do VMware, em especial o ESX Server. Tenho a pretensão de ganhar (muito) dinheiro com isso, já que sonhar ainda é de graça. E como eu sei que o ESX é caro pra danar, resolvi justamente aprender a mexer com o Xen, que é gratuito livre e (dizem que) é melhor. Depois de chegar na wiki do Xen-BR e detestar, visto que 95% dos artigos foram feitos em cima do Debian, preferi ler a documentação oficial. (Ainda falam que usuários Linux são livres, que a comunidade se ajuda, quá quá quá, mas não achei nada importante referente à outras distribuições na droga da Wiki). Li algumas coisas e…

Então lembrei… Ah é, eu sou um cara precavido e instalei o Xen junto ao Fedora 8 quando este foi lançado. Será que tem os requisitos que ele pede na documentação? Tenho que bootar o kernel Xen pra saber. Reboot. Kernel Xen desatualizado, mandei atualizar. Atualizou. E, enquanto conferia o /boot/grub/menu.lst pra ter certeza da atualização correta, sofri uma queda de energia, e meu computador restartou. Claro, sou pobre e não tenho nobreak, e após o reboot, fui recebido com uma linda tela escrito…

“GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB
GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB GRUB…”

Reação natural: Peguei o primeiro LiveCD que encontrei – o do BackTrack – e o kernel desatualizado (2.6.15) não detectou minha controladora SATA. Ok. Pega o Ubuntu, mais novo, e não deu, nada feito: Fedora 8 64 bits, Ubuntu 32 bits, o chroot do Ubuntu não deu no Fedora, não funcionou. DVD de instalação do Fedora 8, opção “Rescue Installed System” ou coisa assim. Montei, chroot, grub-install /dev/sda: Not found or not a block device. O promptzinho do Grub também não deu certo. Caralho, que merda, foi a primeira vez que tive essa desagradável surpresa. Restaurações de Grub sempre haviam sido tranqüilas comigo, mas nada funcionou, e eu seriamente pensei em instalar o FreeBSD no Core 2 Duo.

Então, após uma (horrível) discussão familiar, peguei o computador da mãe e recorri aos amigos (ViniciusPXMB, Vinicius e Memphys) que estavam (como sempre) de plantão no canal #Lin_Vs_Win, e fui informado pelas peças que o grub não instala mais como “antigamente”, e montar “só” a /proc não resolve mais. Assim, aprendam crianças (as que ainda não sabem, acho que fui o último linuser a descobrir isso), e façam assim:

# mount /dev /mnt/(sistema)/dev –bind
# mount /sys /mnt/(sistema)/sys –bind
# mount /proc /proc –bind (isso eu já tinha feito, não sou tão burro assim.)
# chroot /mnt/(sistema)
# grep –v rootfs /proc/mounts > /etc/mtab

e por fim…

# grub-install /dev/sda (ou seu dispositivo).

Aí vai funcionar. Honestamente? Senti saudades do Lilo pela primeira vez… Paciência!

Stay safe,

Lucas Timm.

Categorias:Linux
  1. 22 de janeiro de 2008 às 7:12 pm

    hehe, já tive muitos problemas com o grub. Muito instável este programa. Basta que o dê uma queda de energia – sim, também não tenho no-break😉 – que o sistema não mais reinicia. Fica uns cinco minutos para aparecer o grub. E, quando começa o boot do sistema operacional, são mais cinco minutos. Não cheguei à ver o “grub-grub”, mas fiquei nervoso.
    O grub certamente tem mais recursos que o lilo, mas o lilo faz o que faz bem. Uso ele há anos no Slackware, e nunca me deu problemas. Não preciso de um gerenciador de boot que detecte centenas de sistemas novos que instalo. Tenho, no máximo, dois ou três. E aí o lilo trabalha bem… Pois, apesar de antigo, é muito mais “bonitinho”. O meu ainda é daqueles que tem pinguinzinhos andando de um lado para outro😉

    Estava pensando em também ler mais sobre o Xen (isso faz bem pro currículo hehe), mas ainda não encontrei coragem para fazer…

    Quem sabe num domingo chuvoso destes eu não resolvo ler um pouco. rsr

    Boa sorte no estudo.

  2. Caio César
    26 de janeiro de 2008 às 5:37 pm

    Nunca sofri algo do tipo, sempre usei o Lilo.🙂

    Mas eu pensei que você tinha noção de como montar usando o “-o bind” é importante nesses casos. A maioria neglicencia isso, porque o Lilo não faz questão, mas o Grub faz.

    Aprendi a nunca mais esquecer quando instalei Gentoo.😉

  3. 28 de janeiro de 2008 às 4:20 pm

    Caio,

    Montar dispositivos com o -o bind eu já sabia, aprendi quando fiz um Gentoo ainda na primeira vez, e achei interessante. Mas nunca tinha precisado disso antes ao restaurar um Grub, ele irrita.

    Tenchi,

    É cara, continuo achando o Lilo mais funcional que o Grub, mas precisar regravar sempre a MBR é complicado, ainda mais quando o sistema é chegado em atualizações de kernel… Com aquele tempo (interminável) que o Grub demora pra aparecer quando existe desligamento incorreto, nunca mais vi isso no Fedora, mas no Slackware era chato pra caramba… Eu preferia bootar o Slax e regravar ele, demorava menos. =P

  4. 1 de fevereiro de 2008 às 8:54 pm

    eu sabia que tinha alguma forma para recuperar o grub, pois já perdi o mesmo diversas vezes por causa do windows e em todas as vezes os meus amigos me disseram: “Formata seu hd e instala tudo outra vez!!!”…
    …aff, isso num é uma ideia inteligente, mas sempre tive que ir por ela por não ser bom o suficiente para resolver alguns problemas basicos com o linux, mas tambem eu numca concordei de ter que fazer isso sempre que eu perdia o grub!hehehe
    Vlw timm!!!

  5. Mapsartin
    12 de fevereiro de 2008 às 12:35 pm

    é isso aí,
    Tive o velho problema da instalação do win depois do linux estar instalado, e vi alguns tutoriais que dava o mesmo problema relatado por você, fiz igualzinho o que você colocou exceto, pelo parâmetro -bind que não foi encontrado, apenas retirei este e instalou tranquilamente.

    Obrigado…

  6. Marcel
    26 de dezembro de 2008 às 10:34 pm

    Uma pergunta, e quando não se tem linux no computyador e nunca teve, como resolver esse problema????

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: