Início > Devaneios, Linux, Microsoft > Cúmulo do ócio:

Cúmulo do ócio:

Discutir em comunidade Linux (do orkut) e escrever uma resposta sobre esse texto. Eu não aprendo mesmo.   :p

1) O texto se contradiz e é demasiadamente amador, no meu ponto de vista. Não tem visão corporativa concreta. Dá uns beliscões infantis na Microsoft e sempre criticando o monopólio. Independente do monopólio, é inegável que hoje temos conquistas no seguimento desktop que foram obtidas graças a Microsoft, por hora a bruxa malvada.

Se todos os Linusers conhecessem um pouco da história da tecnologia saberiam o que a Microsoft defendeu no início da era pecê: A liberdade de escolha. Sim, a liberdade de escolha. Para deixar todo mundo ciente: A Microsoft destruiu a IBM por que seu sistema operacional (o DOS) poderia ser instalado em qualquer computador, e não apenas nos IBMs. Se não fosse por ela, provavelmente seu IBM teria OS/2, seu Apple Mac OS X, seu Dell alguma outra coisa, meu HP Vectra VL5/100 talvez rodaria o HP-Ux (eu confesso que gostaria) e o hardware dos pecês não seria vendido individualmente.

2) Na visão do autor, inúmeras empresas “boazinhas” ajudam no desenvolvimento do Linux (sic: Red Hat, Novell, IBM, Intel, Oracle, Google, HP, SGI, MIPS, Cisco, Fijitsu <– que na verdade seria Fujitsu, não importa). Claro, a Microsoft, detentora do monopólio mundial e whattever não está presente. Apesar de não contribuir diretamente com o kernel Linux, ela contribui para o OpenOffice (tá bom, foi forçada neste daqui), Apache e até para o Moonlight, doando dinheiro, código e fornecendo APIs. Prefiro acreditar que ele esqueceu de citar esse aspecto.

3) O que podemos dizer do Linux em supercomputadores, onde o monopólio é dele? Ou em servidores web, cujo monopólio é do Apache (em FreeBSD e Linux)? Segundo a idéia do texto, um monopólio só é prejudicial se for da Microsoft, por que ela é feia, boba, chata e o Linux é melhor pra todo mundo, blá blá blá. Refaço minha afirmação: Dois pesos duas medidas? Como fica a concorrência?

4) sic: Linux é especialmente bom para o Brasil. Claro, a Microsoft não é. A Imagine Cup não tem revelado brasileiros talentosíssimos em vários aspectos de desenvolvimento. Claro, infelizmente, apenas para Microsoft. Porém cadê a liberdade de escolha, e em quê isso prejudica a nação?

5) sic: Usuários leigos são refém do medo da mudança, de ter que estudar a disponibilidade de programas e procurar programas similares se for preciso e a falta de motivação para aprender algo novo já que há décadas o Windows como sinônimo de computador e por mais fácil que seja uma distribuição Linux voltada pra usuário comum seja, é diferente do Windows.
E tem mais, pessoas comuns são levadas por mitos e preconceitos. Tudo em conjunto com a falta de informação e com contribuição da pirataria para manter todo o “ciclo do medo” (leia estudo de Havard: “Pirataria favorece Windows”).

Usuários comuns não querem Linux, fato. Linux é um sistema pra g33ks e não para usuários comuns. A experiência do usuário comum para uso básico no Linux é sempre boa, até ele precisar instalar alguma coisa. Ah, chega.😛

Stay safe,

Lucas Timm.

Categorias:Devaneios, Linux, Microsoft
  1. 15 de março de 2009 às 1:35 am

    1 – Fala em liberdade de escolha mas defende o aprisionamento tecnológico?
    Além do mais o SO da IBM pra PC era o Windows. A IBM contratou a Microsoft pra fazer um SO. Leia a respeito antes de falar. Recomendo ler “Impérios Acidentais”. Mostra bem a história da informática.

    2 – Se tivesse lido os link veria que o desenvolvimento do kernel é feito por mais de 200 empresas, entre as que mais desenvolvem, essas citadas. Todas elas desenvolve pra fins comerciais mas dependentes das regras de regulação da Fundação Linux que serve pra equilibrar os interesses geral. Convergência no desenvolvimento e concorrência acirrada.

    3 – Em supercomputadores o monopólio é do Linux, mas Linux não é UM sistema desenvolvido por uma única empresa. O padrão Linux é detentor do monopólio pela qualidade mas há concorrência entre empresas do segmento. Qualquer empresa pode desenvolver sua solução e concorrer. Há convergência e concorrência.

    4 – Nada a ver isso. Microsoft está associados à serviços, muitos serviços, mas todos terciários. O desenvolvimento não é feito aqui e os serviços atrelados ao desenvolvimento não estão no Brasil. Além disso a Microsoft é uma empresa estrangeira, ou seja, seus milionários lucros em sua grande parte é remetido para a matriz, como qualquer empresa estrangeira, mas você é contra empresas brasileiras desenvolverem soluções, criarem tecnologia nacional, criar demando por profissionais do nosso país e o lucro gerado ficar aqui para investimento interno… lamentável.

    5 – Sim, é verdade o que falei, mas vc nem ao menos mostrou a pesquisa da ZDNET que está mostrada na minha págian, mostrando o “novo windows”, as pessoas simplesmente adoraram… mas não era Windows e sim o Linux. Elas usaram sem saber e gostaram.

    Se quiser ser tendencioso é melhor ser melhor. Seus argumentos furados são facilmente rebatidos.

  2. 15 de março de 2009 às 2:10 am

    ah, corrigindo. A IBM contratou a Microsoft pra fazer seu sistema operacional e esse foi o MS-DOS. Qdo o padrão IBM, que usamos até hoje,se tornou o padrão do mercado, o sistema da Microsoft veio se tornar padrão (olha como padrão livre pra exploração é bom. Se pensar como era antes qdo cada empresa fazia seu equipamento…). Tempos depois é que veio o Windows.

  3. a
    19 de março de 2009 às 9:02 pm

    “4) sic: Linux é especialmente bom para o Brasil. Claro, a Microsoft não é. A Imagine Cup não tem revelado brasileiros talentosíssimos em vários aspectos de desenvolvimento. Claro, infelizmente, apenas para Microsoft. Porém cadê a liberdade de escolha, e em quê isso prejudica a nação? ”

    Se uma empresa nacional desenvolve um software para Windows, ela está, sim, contribuindo para o país, MAS, para que as pessoas possam usar esse software, eles terão, necessariamente, que comprar uma licença do Windows e, mesmo com o software sendo nacional, parte do dinheiro irá pra fora com a compra do sistema necessário para rodar o programa.

    No caso do sistema ser pirateado, o país também perde, pois o desenvolvedor e o governo deixam de ganhar dinheiro.

    Logo, a única forma do país ganhar dinheiro com software é usando GNU/Linux, pois dessa forma não é necessário pagar licenças para empresas estrangeiras ou ir para os obscuros caminhos da ilegalidade.

    O senhor envergonha o software livre! Deveria apagar o Fedora ou seja lá o que tiver em seu PC e usar os programas da Microsoft, sofrendo constantemente com vírus e instabilidades.

    E nem pense em me dar uma lição de moral, a Internet está cheia de pseudo-intelectuais e falso moralistas como o senhor.

  4. 20 de março de 2009 às 12:09 pm

    O q a Imagine Cup tem a ver com isso? Nada tem a ver com nada.

    Claro q empresas nacionais desenvolvem SERVIÇOS, mas não o sistema operacional e SO atrelados a serviços.

    Sua lógica é óbvia, vc prefere q apenas uma empresa domine, quer a concentração de riquezas na mão de uma única megacorporação e não quer q várias empresas, em convergência no desenvolvimento do sistema, concorram entre si (concorrência gera melhora em várias esferas), muito menos quer ver empresas brasileiras desenvolvendo soluções nacionais e não quer a independência tecnológica. Sua lógica é totalmente absurda que chega a assustar.

  5. 25 de abril de 2009 às 8:44 pm

    Opa…..
    Em parte concordo com o citado acima.
    E uma coisa muuito importante você não falou, sem a M$,nós técnicos de info não existiríamos para tirar vírus de PCs ou fazer qlq tipo de manutenção básica :p
    Mas sem estresse.
    Cada SO (Mac OS X | Windows | Gnu/Linux), tem o seu nicho, particularmente acho que ainda vai demorar muuuito para o GNU/Linux chegar até os 50% dos desktops mundiais

    Mudando de assunto, ta afim depaceria?
    Tenho umblog sobre info tmb

    Qlq coisa dexa recado

    vlw

  6. 18 de maio de 2009 às 1:09 am

    Seria bom atualizar o blog de vez em quando…

  7. Rubem
    24 de dezembro de 2009 às 6:44 pm

    òtimo artigo…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: